Conteúdo não disponível

Desculpe, este conteúdo não está disponível em seu país, mas temos muitos outros para você aqui

Sexo no primeiro encontro: sim ou não?

Relacionamento
Sexo no primeiro encontro: sim ou não?
Relacionamento
Sexo no primeiro encontro: sim ou não?
Thinkstock

Questionar se é ou não adequado fazer sexo no primeiro encontro é uma dúvida absolutamente feminina. Embora sempre existam exceções, parece pouco provável que um homem se pergunte: “O que ela pensaria de mim se eu aceitasse transar na primeira noite?”

Os códigos sexuais, marcados pela cultura, mas também de origem biológica, impulsionam o homem a buscar ativamente o sexo, e as mulheres, a esperar e escolher o momento propício (mesmo que estejam morrendo de vontade). Pode-se dizer que os tempos mudaram, e não duvido disso, mas os costumes de tantos séculos de machismo ainda correm em nossas veias. É por isso que as mulheres se perguntam o que fazer e, mesmo se sentindo à vontade com um parceiro que lhes desperta desejo, pensamentos moralistas automáticos continuam surgindo. Alguns questionamentos típicos são: “Se eu fizer, ele pensará que sou uma mulher fácil”, “Aprendi que uma mulher deve se fazer respeitar e o homem precisa esperar” ou “Se fizermos sexo na primeira vez, ele vai deixar de me valorizar e o relacionamento perderá o encanto”.

Sob meu ponto de vista, os questionamentos morais carecem de sentido porque são injustos. Não podemos julgar uma mulher, nem nenhuma mulher deveria julgar a si mesma ou a outras mulheres, por uma conduta permitida e até incentivada no homem. Então, se o único freio é esse preconceito, o “o que dirão”, acredito que a mulher deve trabalhar para se libertar dessas crenças e se apropriar de seu desejo. Isso implica não só se permitir desfrutar do encontro sexual, mas também acabar com as desculpas e justificativas. É o caso de uma mulher que dorme na primeira noite com um homem encantador e depois conclui que “ele deve ter algo de especial, pois eu nunca faço essas coisas”.

O outro tema de discussão tem a ver com a possível projeção do casal em relação ao início do relacionamento. De fato, às vezes o encontro íntimo é mais mágico quando existe a espera e uma aproximação lenta. Abre-se mais espaço para as fantasias, o desejo, a imaginação. No entanto, muitos casais que permanecem juntos há muito tempo tiveram relações sexuais no mesmo dia ou na mesma noite em que se conheceram. Como sempre digo, na sexualidade não existem fórmulas mágicas, e cada casal lida com a situação da forma que considera mais adequada em um determinado momento.

Por Dr. Ezequiel López Peralta

Comentários Ver mais comentários