O que é o câncer?

O que é o câncer?

Luta contra o câncer de mama

Como as células se comportam no desenvolvimento do câncer?

Todos os tecidos do corpo crescem até determinado tamanho com o objetivo de exercer certas funções. Quando algo falha nas instruções, algumas células realizam ações que provocam anomalias, como o câncer. Ocorrem muitas divisões celulares, que geram um inchaço ou massa. As células se espalham até os tecidos próximos, desenvolvendo a capacidade de crescer em outras partes do corpo.

Uma célula mamária, por exemplo, deveria permanecer dentro de um reduzido grupo de células no seio. No entanto, se cresce muito, gera um cisto. Quando invade o tecido ao redor do peito, gera o que chamamos de câncer de mama invasivo. Quando se estende até outras partes do corpo, como os gânglios linfáticos das axilas, o pulmão, o fígado ou os ossos, ocorre a chamada metástase. Essas três situações: formação de um cisto, expansão até os tecidos próximos e ramificação até outras partes do corpo, são os comportamentos celulares que associamos ao câncer.

Que fatores levam à morte?

O grande problema é que as células cancerígenas podem se espalhar até outras partes do corpo, crescendo e invadindo os tecidos próximos, e podem também destruir a função dos órgãos. Por exemplo, se uma célula mamária se transforma em uma cancerígena e se espalha até o pulmão, pode provocar aglomerações no mesmo, dificultando seu funcionamento.

Então o pulmão não terá a capacidade de realizar o intercâmbio de oxigênio com o ar, impedindo que a pessoa tenha uma oxigenação correta. Esse é o problema real do câncer: não é a doença localizada, e sim o crescimento maciço dentro de uma região determinada. O maior problema reside na capacidade que as células cancerígenas possuem de se espalhar pelo resto do corpo.

Publicidade

Publicidade